.

1 2 3 4 5

2 de setembro de 2013

Postado por Monique | Marcadores:

Um aparelho totalmente desenvolvido através da tecnologia com a qual podemos entrar em contato com os mortos. A ideia é antiga, havendo boatos de que Thomas Edison tentava trabalhar num aparato semelhante. Não há dados autênticos que comprovem a relação de Edison com a pesquisa e tentativa de desenvolvimento de algo do tipo, portanto, são apenas boatos. Dizem ainda que ele sequer acreditava em vida após a morte, espíritos, fantasmas, ou algo de cunho semelhante. O fato mais curioso é que alguns usuários distintos da invenção afirmam terem entrado em contato com o próprio Thomas Edson!

Ainda pouco difundido no Brasil, o dispositivo chamado Ghost Box (Caixa fantasma, em tradução literal) trata-se de um aparelho próximo a um rádio comum, mas cujas estações mudam constante e rapidamente, "varrendo as rádios" e facilitando com que os supostos espíritos que estiverem pelas redondezas possam se comunicar através das estranhas frequências.
Os famosos Fenômenos de Voz eletrônica, cuja sigla é FVE, foram descobertos em meados de 1950, e tornaram-se populares às massas através da ampla divulgação feita pela televisão. FVEs aparecem com frequência em filmes, e ainda em programas supostamente reais onde investigadores paranormais usam gravadores de áudio para capturar sons de além-mundos. Quando eu criança, eu e meu irmão costumávamos brincar com o gravador de fitas de meu avô, e devido a nossas experiências particulares que prefiro omitir, creio ao menos minimamente que de alguma forma, frequências de rádio possam de fato captar algo sobrenatural. O que torna a Ghost Box incrível, é que as mensagens são audíveis em tempo real, seja através do alto-falante externo ou de fones de ouvidos; tudo em tempo real, como se você estivesse conversando com alguém pelo walkie-talkie. Porém, recomenda-se gravar as sessões e ouvi-las mais tarde. Após a reprodução, poderá se surpreender com o que foi gravado no áudio, pois o usuário que não tiver o ouvido preparado pode se confundir nas primeiras vezes em meio aos estranhos ruídos e bits de áudio.
Cada vez mais caçadores de fantasmas estão abraçando o recente dispositivo de comunicação de duas vias, Ghost Box. A popular versão do aparato, Frank´s Box (baseado no nome do inventor, Frank Sumption), foi construída a partir de um rádio comum modificado que faz uma espécie de varredura, aleatória ou linear, nas estações AM e FM. Assim, criam trechos de áudio (provenientes de músicas, narrações, propagandas, ou o que estiver passando na rádio no momento) e o essencial ruído branco , cujo qual acredita-se que os espíritos possam usar para formar palavras em tempo real, de modo a interagir conosco.
Atualmente Frank Sumption ainda faz experimentos a procura de aprimorar e atualizar seu projeto da Ghost Box. São Sumption e alguns outros estudiosos de Transcomunicação Instrumental quem procuram explorar o uso da varredura aleatória e em outras estações, tais como ondas curtas, tempo etc.
Outros ainda desenvolvem suas próprias Ghost Box, como Paranormal System’s "MiniBox", Joe Cioppi’s “Joe’s Box” e o "PSB7 Spirit Box". A maioria dessas versões, de outros criadores, não varrem as estações de forma aleatória, mas apenas linear.

Em 2007, outra descoberta foi feita por um aposentado engenheiro elétrico, Sum Duc. Sua descoberta foi chamada de Radio Shack Hack. Eis as palavras do homem: "Eu estava no Radio Shack (loja de aparelhos eletrônicos) procurando peças para um novo tipo de dispositivo de TCI em que estava trabalhando. Então vi o AM/FM 12-469 (um modelo de rádio comum) na prateleira e pensei: 'Aposto que consigo fazer este trabalho’. Eu não tinha ideia de que seria tão simples."
Mike postou diversos vídeos no YouTube para ajudar os outros a fazerem suas próprias Ghost Box. Os usuários geralmente são interativos e calorosos, e não hesitam em divulgar suas dicas e descobertas sem pretensões monetárias em vista, como fizeram Joe Cioppi, Bruce Halliday, Steve Hultay, Sum Duc, Mike Coletta e muitos outros.
No entanto, a maior questão que gira em torno da Ghost Box é a respeito de quem, afinal, está manipulando esses bits. O que está vindo através desses dispositivos? Espíritos? Fantasmas? Aliens? Nossos próprios pensamentos projetados? A pesquisa continua, mas a maioria das pessoas acredita que todos esses, fantasmas, espíritos e seres de outro mundo possam fazer contato através da Ghost Box.

0 comentários:

Postar um comentário

Escreva, monstrinho.