.

1 2 3 4 5

15 de março de 2014

Postado por Monique | Marcadores: , ,
Nesta funesta madrugada estive a pensar num post que realmente fosse assustador e que tivesse a capacidade de perturbar o leitor, mas estamos numa era de informação onde há pouco que assuste o internauta. Pois então surgiu-me abruptamente à mente a ideia de falar de um dos mais violentos assassinos que conheço - não um dos seriais killers americanos que já caíram no conhecimento do público, como Jeffrey Dahmer ou Ted Bundy - falo de um compatriota, Champinha, de qual apenas o pessoal mais velho se recorda atualmente, com uma careta de desconforto estampada nas faces.
O Caso Liana Friedenbach e Felipe Caffé foi um crime ocorrido na zona rural de Embu Guaçu entre 1 e 5 de novembro de 2003, e lembro-me muito bem de sua repercussão em meus quase nove anos de idade. Decidi postar sobre ele porque eis que percebo que grande parte dos meus leitores nasceram após o século XXI, e desse modo eram muito novos ou sequer existiam quando esse hediondo crime chocou nossa nação. Os que têm minha faixa etária ou são mais velhos que eu provavelmente se lembram do que narrarei, pois mesmo após onze anos passados, esse é um caso difícil de se esquecer e que ascendeu um dos primeiros debates a respeito da maioridade penal no Brasil. 
O crime consistiu na tortura e assassinato do jovem casal Felipe Silva Caffé (19 anos) e Liana Bei Friedenbach (16) por Paulo César da Silva Marques (Pernambuco) e Roberto Aparecido Alves Cardoso, menor infrator conhecido como Champinha.


No início de novembro de 2003, o casal decidiu passar um final de semana acampando na floresta numa área isolada de Embu-Guaçu, próximo a um sítio abandonado que não conheciam. Os dois jovens mentiram para os pais antes de viajar - Liana disse que iria para Ilhabela, no litoral paulista, com um grupo de amigas; a família de Felipe acreditava que o rapaz estava acampando na companhia de colegas em outro lugar.
Pernambuco e Champinha aproveitavam o sábado de sol para caçar tatu na mata. Estavam com uma espingarda velha e um facão, e cruzaram com o casal enquanto caminhavam. O mais velho perguntou a Champinha: “Quem é a gostosa?”. Pelas mochilas, o mais novo concluiu: vão acampar. 
Os dois amigos seguiram em frente, mas logo tiveram a ideia de roubar os estudantes, e na mesma noite executaram o plano. Frustados por não encontrarem nada além de um pouco de dinheiro e o telefone-celular de Liana, eles conduziram o casal pelo denso matagal, cobrindo-lhes o rosto com toalhas, por cerca de 2 quilômetros. Cegaram ao casebre do conhecido Antônio Caetano Silva, que estava ausente, e lá os mantiveram em cativeiro. Durante o trajeto Liana disse aos criminosos que sua família era rica e sugeriu que a dupla pedisse resgate e, depois, a libertasse junto com o namorado, e os criminosos riram de forma nefasta. Segundo a polícia, naquele momento, Champinha decidiu matar Felipe e ficar somente com a garota.


Na noite do primeiro dia os criminosos abusaram sexualmente da moça em forma de rodízio e de maneira quase ininterrupta, enquanto Felipe permanecia em outro quarto. A garota, que era virgem, tremia e estava em estado de choque; não reagiu. Foi estuprada seis vezes durante a noite
Na manhã do dia seguinte, os namorados foram obrigados a caminhar no matagal. Pernambuco seguiu na frente com Felipe e matou o estudante com um tiro na nuca. Liana, que estava com Champinha, ouviu o disparo e logo demonstrou desespero ao imaginar o que havia ocorrido, mas o menor mentiu dizendo a ela que o rapaz havia sido libertado.
Pernambuco fugiu para São Paulo e Liana permaneceu com Champinha na casa de Silva. Durante todo o domingo a jovem foi estuprada, agora apenas pelo menor, tendo o comparsa se esvaído da cena. No mesmo dia o proprietário do casebre, Silva, chegou em sua residência junto com Aguinaldo Pires, de 41 anos. Champinha apresentou Liana como sua namorada e ainda a ofereceu para os colegas abusarem dela. Pires concordou e também estuprou a garota. Sentada em um banquinho, de cabeça baixa, nua, ela chorava. “Não consegui gozar porque estava muito bêbado”, explicou Pires.
Lá ficaram o dia todo. Liana não falou nada. “Nunca ouvi a voz dela”, disse Agnaldo. Antônio Caetano Silva fez comida, café e serviu a todos. Disse que não violou a menina. Champinha e Pires voltaram a agredi-la sexualmente.


Finalmente o pai de Liana, Ari Friedenbach, descobriu que a filha havia viajado com o namorado. Acreditando que os dois poderiam ter se perdido na mata, no terceiro dia o Comando de Operações Especiais iniciou as buscas pelo casal na região. Logo a barraca, a carteira e o celular de Liana foram localizados.
Ainda no mesmo dia Champinha recebeu a visita do irmão, que veio avisá-lo que a mãe estava preocupada com o desaparecimento dele e, já ciente da índole do irmão, o alertou sobre a estranha movimentação de policiais na região. Mais uma vez, o adolescente mentiu que Liana era sua namorada, disse que a garota estava indo embora e que a levaria até a rodoviária. Foi apenas na madrugada do quinto dia que Champinha levou Liana até um matagal, onde a fez andar 4 quilômetros antes de tentar degolá-la, dar um forte golpe com um facão em seu pescoço e a esfaquear várias vezes. Para finalizar golpeou a cabeça da moça com o lado sem fio do facão, gerando um fatal traumatismo em seu crânio.


Os corpos de Felipe e Liana, ambos abandonados na mata, foram encontrados no dia 10 de novembro. 
Aguinaldo Pires foi sentenciado a 47 anos e três meses de reclusão por estupro. Antônio Caetano da Silva pegou 124 anos de prisão por vários estupros e Antonio Matias foi sentenciado a seis anos de reclusão e um ano, nove meses e 15 dias de detenção por crime de cárcere privado, favorecimento pessoal, ajuda à fuga dos outros acusados e ocultação da arma do crime. Pernambuco foi condenado a 110 anos e 18 dias de prisão em regime fechado, por homicídio qualificado, sequestro, estupro e cárcere privado.
Champinha, por ser menor de idade, foi funestamente encaminhado para uma unidade da Fundação CASA, em São Paulo. Felizmente, hoje ele é mantido em um hospital psiquiátrico a pedido do Ministério Público, com base em laudos médicos que constataram que ele sofre de problemas mentais e não deve voltar a viver em sociedade.


Esse é um dos episódios mais marcantes da criminalidade no Brasil, e que seja imortalizado nas entranhas de nossos compatriotas, sejam eles de gerações anteriores ou mesmo posteriores ao crime.

Referência: Wikipedia

44 comentários:

  1. é incrível o modo como perseguimos os norte-americanos acompanhando cada caso na espera de um novo personagem de sangue frio e esquecemos a esdrúxula população carcerária daqui, muitos casos isolados só repercutem no eixo sul-sudeste e logo são abafados enquanto no norte e nordeste ocorrem casos de desova e esconderijo de ossadas nos matagais a toda semana.
    adoraria acompanhar o blog via twitter, o escritor alerta sobre as postagens por esse meio? ty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, moça!
      Na verdade não tinha, mas criei ontem para você e quem mais desejar acompanhar: https://twitter.com/brabizarro
      Obrigado pela sugestão, aliás.

      Fico muito feliz por seu comentário! É exatamente esse o ponto que quis passar com grande parte do texto, como pode-se ver claramente no primeiro parágrafo quando digo "(...) falo de um compatriota, Champinha, (...)"

      Excluir
  2. Eu me lembro BEM desse caso, tinha 10 anos na época. O que esse casal sofreu não dá nem pra imaginar e é impossível tentar entender o que esses doentes tinham em mente quando fizeram todas essas atrocidades. Eu sinto uma espécie de tristeza misturada com raiva, foi um dos casos que mais me comoveu e até hoje comove, a vida é tão injusta.. eles só queriam uma aventura e encontraram a morte. Triste demais :( mas olha esse outro crime que aconteceu recetemente, nojento tanto quanto esse do Champinha: http://www.portalonorte.com.br/plantao190-64670-jovem-foi-estuprado-e-morto-a-pauladas-assassinos-posaram-em-foto-com-o-cranio.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com você e é por isso mesmo que escolhi postar sobre ele no blog. Outro que me deixa pensando é o da japonesa Junko Furuta.
      Cara, obrigado pelo link, vou postar sobre isso. o_o
      O meu blog não é especificamente voltado a crimes, e sim a terror de uma forma generalizadoa, mas sinceramente, esses criminosos estão mais bizarros que qualquer história de fantasma, e prevejo que postarei bastante sobre eles posteriormente... lol

      Excluir
    2. É verdade, já dizia uma velha frase: temos que ter medo é dos vivos! esse caso da japonesa eu já tinha lido a respeito (apesar deu achar que houve um certo exagero na descrição do crime) não é duvidando, mas acredito que um corpo não aguentaria tanta coisa em tantos dias de tortura. Quanto ao caso da Liana e do Felipe, vire e mexe eu procuro noticias a respeito. Sério, eu nunca esqueci esse caso tanto que esses dias eu tava lendo um outro blog, e lá um cara que teve acesso aos autos do processo e ao bastidores da investigação, comentou que pretende lançar um trabalho sobre esse caso (acho que deve ser um livro) falando o que realmente aconteceu. Segundo ele, o crime foi muito pior do que a gente sabe, a Liana estava em um estado deplorável e o que sabemos é praticamente nada comparado ao que aconteceu de fato.. Cara, se só sabemos uma pontinha do caso já nos sentimos mal, imagine quem sabe de todos os detalhes? Esse crime foi terrível demais, tenebroso, pior do que qualquer história de terror que sabemos.

      Excluir
    3. que blog era esse que tava lendo Brenda? Obrigado.

      Excluir
  3. faz um especial sobre aquele caso das agulhas encontradas dentro do corpo de duas crianças

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agulhas? Oh isso me lembrou o Albert Fish, que colocava agulhas dentro dele mesmo... Obrigado pela dica, vou começar a escrever agora.

      Excluir
    2. Oi, infelizmente não achei nada realmente muito fantástico ou relevante sobre aquele caso. :( Mas pelo que pesquisei, as crianças foram torturadas sob pretexto religioso.
      Fiz pra você um post falando sobre esse tema (torturar ou/e sacrificar crianças em função de ocultismo), acoplando vários casos diferentes.
      Espero que goste, abraços. AQUI

      Excluir
  4. muito triste essa historia... bom seria se o governo soltasse esse cara, porque ai ele rapidinho acabaria na prisao por cometer um crime assim que sair da onde esta agora, e ele sentiria na cadeia o que essa menina sentiu nas maos dele

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho uma vaga lembrança desse escândalo, assim como você eu tinha 9 anos mas me recordo do nome ''Chapinha''

    ResponderExcluir
  6. pior do que este tem knoxville horror christopher newsom e channon christian

    ResponderExcluir
  7. Muito triste. Eu me lembro e acompanho o caso, imagino o desespero dos pais e familiares.

    ResponderExcluir
  8. Eu tinha 21 anos e esse caso pra mim é inesquecível. Me lembro do médico legista chorando e dizendo que nunca contaria para os pais da moça tudo o que realmente aconteceu com ela por ser forte demais. Nunca me esquecerei.

    ResponderExcluir
  9. CHAMPINHA COM PROBLEMAS MENTAIS?, NÃO PODE VIVER SOLTO EM COMUNIDADES? E UM SER HUMANO PERIGOSO PARA CONVIVER COM AS PESSOAS? ENTÃO ELIMINA LOGO, UMA ALIMANHA DESSE PORTE DEVE SER ESMAGADA SEM PIEDADE !!!!

    ResponderExcluir
  10. Essa derrota já deveria ter morrido a muito tempo. Essa princesa e seu namorado morreu de um jeito que ninguém poderá imaginar a dor dela. Ele merece fuzilamento. .

    ResponderExcluir
  11. Amarrar atrás de um caminhao esses jaguara e levar de arasto até sobrar só a corda

    ResponderExcluir
  12. Amarrar atrás de um caminhao esses jaguara e levar de arasto até sobrar só a corda

    ResponderExcluir
  13. Deixar esses demônios mais dez anos presos e depois torturar até a morte😠

    ResponderExcluir
  14. Deixar esses demônios mais dez anos presos e depois torturar até a morte😠

    ResponderExcluir
  15. É uma tristeza o sistema judicial brasileiro mesmo, na época do caso eu estava começando a faculdade de direito e sempre estudei muito como conseguiram "burlar" a lei para ele permanecer preso, infelizmente ele custa 13.000 por mês ao estado de São Paulo, salvo engano, e Serra na época afirmou que era um custo pequeno a se pagar pela segurança na sociedade... lamentável.... se fosse aqui no Rio já tava morto há séculos... Parabéns pelo Blog e pelas postagens!

    ResponderExcluir
  16. Crueldade,Tadinhos da moça e do rapaz...

    ResponderExcluir
  17. Deixa o Champinha sair gente, nós vamos cuidar dele bem direitinho, tratamento vip. Com direto a passagem de ida sem volta para o I N F E R N O!

    ResponderExcluir
  18. precisamos urgente de uma reforma nas nossas leis, que defende vagabundos, maioridade penal deve ser á partir dos doze anos ou ate menos, pena de morte e leis severas, entre outras coisas, eu sou patriota e sei que o brasil é muito rico em recursos naturais e tem potencial para ser o número um do mundo, mas para isso é preciso de uma reforma do governo, quem pode cometer crime pode pagar por isso, por isso apoio a campanha #BOLSONAROPRESIDENTE

    ResponderExcluir
  19. sinto uma tristeza enorme aqui, sou novo vi o bolsonaro citar esse filho da puta desse ze ruela em um vídeo e resolvi procura por ele pra ver oque ele tinha feito, e agora tendo conhecimento do que ele fez minha vontade e soca um pinheiro no cu dele enquanto tiro a pele dele com um pedaço de caco de vidro com ele ainda vivo, e ainda seria pouco, crueldade do caralho como as pessoas que tem conhecimento do que ele fez e foram responsáveis por julgar ele conseguem dormir a noite? um merda desse tinha que ta morto faz tempo, como ele consegue se olha no espelho que ódio que sinto indignação país de merda!

    ResponderExcluir
  20. Também cheguei aqui por causa do Bolsonaro e estou muito indignado em saber que a dona Maria do Rosario teve a audacia de dizer que esse cara deveria ser julgado como menor de idade,um cara que cometei um crime tão terrível como essse merecia no minimo pena de morte se esse país fosse sério,e o pior de tudo isso é que o Bolsonaro está sendo réu no STF por ter se defendido da acusação que a MRosario fez contra ele chamando-o de estuprador,logo ele um cara militar conservador que inclusive tem projetos de lei que defendem a mulher ser acusado de apologia ao estupro,isso é ridiculo, é obvio que ele não é esse tipo de pessoa,esse STF é uma vergonha.

    ResponderExcluir
  21. E ainda tem muito político, como a Maria do Rosário que na época e ainda hoje é contra redução da maioridade penal...

    ResponderExcluir
  22. E ainda tem muito político, como a Maria do Rosário que na época e ainda hoje é contra redução da maioridade penal...

    ResponderExcluir
  23. Existe uma coisa que eu queria fazer com esse desgraçado, muito pior do que a morte, de fato!

    Eu vivo perturbado com este caso. Como pode!!!

    ResponderExcluir
  24. cadê as fotos do assassinato da garota?

    ResponderExcluir
  25. Pois é, eu tambem cheguei aqui por causa do Bolsonaro, nunca iria saber deste caso (eu acho) se num fosse ele. Cara, sinceramente, neste caso vejo o Demonio purinho no corpo desses caras que fizeram isso. Pobre moça que ainda nunca sequer tinha tido relações sexuais e foi usada e explorada de maneira bárbara e cruel por estes capetas. Eu realmente nao sabia q tivesse um caso tão cruel como este no Brasil e o engraçado é q nada falam do caso nas vias sociais ou programa de TV. No mais eu lamento muitissimo. Realmente me tocou ler este texto e saber mais sobre o caso. Triste, muito triste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fala-se muito sobre o caso por pedido do pai da moça

      Excluir
  26. O pior que varias pessoas foram na casa, o dono da casa, o outro que o acompanhava e o irmão desse filho da puta. Na verdade todos são filhos da puta, pois ninguem ajudou a garota, acreditara nesse maldito e tiram vantagem da situação, todos lixos que deveriam ser moidos para virar comida para peixes, estercos e estrumes de gente. Pobre moça. E digo o desgraçado do Champinha só fez tudo isso porque os outros eram da mesma espécie que essa merda de pessoa

    ResponderExcluir
  27. esses menores infratores que cometem estes crimes bárbaros, deviam serem apenados com pena de morte, só assim o país se veria livre destas pragas.!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  28. esses menores infratores que cometem estes crimes bárbaros, deviam serem apenados com pena de morte, só assim o país se veria livre destas pragas.!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  29. maldito, que queime no inferno.!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  30. Boa Noite, Tava rodando a net ai e me deparei com esse site;
    Sou o cara que a Brenda cita la no começo dos comentarios;
    Estou em uma guerra monstruosa pra contar a verdade sobre esse caso a 4 anos;
    O que posso dizer a vcs:
    1- Não levem a sério o que circula por ai, quem por exemplo fez aquele Investigação Criminal que serviu de fundo pra matéria passada na Rede Record, devia ser preso, por ter feito um programa tão ruim com tanto material na mão;
    2- Esse crime foi puramente sexual(nunca teve esse papo de sequestro pq um tinha dinheiro e o outro não, por isso mataram o Felipe, isso é mentira). Do tal Pernambuco partiu a idéia de estuprar a menina e o Champinha matou o Felipe pq queria ficar com ela, eu tenho uma pequena parte do processo que pode ser encontrada na internet e vou disponibilizar quando meu trabalho terminar em que o Permambuco diz em depoimento que o Felipe devia morrer pq o Champinha queria ficar com a menina "Eu quero ela, ela é minha";
    3- As datas das mortes estão erradas.
    4- Eles em nenhum momento ficaram em quartos separados, eram dois comodos pequenos , sem porta de um pro outro, assim sendo , um viu, ouviu, tudo que se passava com o outro;

    E tem muito mais coisas , como o que falta n depende de mim e sim Do Estado, n posso dar uma data certa pra quando termino meu trabalho, mas acredito q está pra acabar. Ai vai ter um espaço lá pra conversar sobre o caso com quem tem curiosidade. Até Mais!

    ResponderExcluir
  31. Importante caso para ilustrar o estudo do E.C.A., mas a verdade nunca saberemos.

    ResponderExcluir
  32. Julgamento da redução do Pernambuco é amanhã. Provavel q ele consiga algo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Redução de pena, esqueci de colocar.

      Excluir

Escreva, monstrinho.