.

1 2 3 4 5

29 de dezembro de 2012

Postado por Monique | Marcadores: ,
À esquerda está a mais famosa suposta foto de um fantasma. Tirada por Captain Provand e seu assistente Indre Shira, essa fotografia incrível foi publicada pela primeira vez na revista britânica Country Life, em 1936, e até hoje é uma das mais intrigantes imagens de assombrações, pois diversos estudos jamais encontraram uma falha ou algo que a desacreditasse, tornando essa a imagem do além mais verossímil de todos os tempos.
Os dois fotógrafos mencionaram que eles teriam visto uma "forma nublada" descendo as escadas no exato momento em que a foto era tirada.

Em meados do século XVII, Charles Townshend vivia na cidade de Norfolk, Inglaterra, junto de Lady Dorothy Walpole, irmã do Senhor Robert Walpole, que era considerado o primeiro-ministro Inglês.
Diz a lenda, que um pouco antes do casamento, Dorothy traíra seu futuro marido com Lord Wharton.


Charles estava perfeitamente ciente da traição, embora Dorothy jamais imaginasse. Mesmo sob essa punhalada, Charles desposou a moça. O casamento, porém, passava longe do conto de fadas outrora suposto; Charles pretendia planejava vingança. Ambos viveram durante alguns anos juntos, até que em 1726, Lady Townshend morreu suspostamente vítima de varíola, mas afirma-se que o enterro foi apenas uma armação, e a mulher permanecia viva e saudável, trancafiada em um cômodo afastado da mansão.
Dizem que após o falso funeral, Dorothy ficou presa naquele quarto, e constantemente era visitada pelo marido vinha lhe espancar e humilhar.
Durante muitos anos ela viveu naquele lugar, naquelas terríveis condições, sofrendo com as dores e alimentada com pouco. Mas a maior das dores era, sem dúvidas, a falta que a moça sentia de seu filho, que jamais tornaria a ver desde que ali fora presa.
A casa onde a foto foi tirada, Raynham Hall, ainda existe, e conta-se que é possível ver a "Dama Marrom" vagando pelos corredores, caminhando pelas escadas à procura do filho.


0 comentários:

Postar um comentário

Escreva, monstrinho.